BEM-VINDO!
+55 (11) 99944 2309
REDES SOCIAIS

A cura do autismo

Afinal, depois de tantas conversas sobre o tema, o autismo tem ou não tem cura?

 

Não, o autismo ainda não tem cura! Tem muita gente no mundo pesquisando sobre remédios, drogas, intervenções que funcionam em reconstruir os neurônios autísticos, mas ainda não existe nada que cure.

Cuidado com a ilusão de dietas milagrosas, vacinas e injeções que curam o autismo, porque ainda não existe isso!

Autismo não é uma doença onde existe um remédio, autismo é um transtorno. Não é como uma infecção ou dor de garganta, que tomamos um antibiótico e a infecção é eliminada. O transtorno afeta células do cérebro, neurônios – a interconectividade entre eles.

 

Sabemos que a intervenção precoce, no tratamento especializado em terapias comprovadas, reduz os sintomas e deixa a criança com cada vez menos características de autismo. Mas, ainda assim, não se tem a cura.

 

O que conseguimos é uma regressão dos sintomas e, algumas vezes, esses sintomas regridem a uma porcentagem que as crianças não apresentam mais nada de característico, possibilitando um grande desenvolvimento da aprendizagem e uma vida independente no futuro.

 

Sempre procurem por tratamentos que sejam cientificamente comprovados! Cuidado com a ilusão de dietas milagrosas, vacinas e injeções que curam o autismo, porque ainda não existe isso!

 

Cuidado com promessas falsas. Trate seu filho com o que existe de comprovação científica, que é ABA, psiquiatra infantil, neurologista infantil, fono e profissionais qualificados para indicar medicação e o que for necessário.

 

Prefere assistir esse conteúdo em formato de vídeo? É só clicar abaixo:


Psicólogas e Terapeutas

Esta dica foi escrita em conjunto por algumas psicólogas e terapeutas do Instituto Singular. Todos os artigos deste site são escritos por profissionais especializados em autismo e desenvolvimento infantil.