Análise do comportamento aplicada ao autismo embasada em estratégias naturalísticas: revisão da literatura

Objetivo: Averiguar a incidência da temática e estudos sobre as estratégias naturalísticas, aplicadas ao autismo, bem como a eficácia e utilização de tal intervenção. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa no qual foram selecionadas três bases de dados, delimitando as buscas ao período de 2010 à 2020, e foco de pesquisa materiais que associassem as temáticas do autismo, análise do comportamento aplicada (ABA) e intervenções naturalísticas. Resultados: Os dados indicaram a eficácia de tal intervenção baseada nas estratégias naturalísticas sob a ótica comportamental, no que tange especificamente contribuições para o desenvolvimento da linguagem e habilidades sociais, possibilitando maior contato com estímulos naturais do contexto da criança no espectro e interações sociais, indicando assim, mudanças comportamentais para determinados quadros do Transtorno do Espectro Autista (TEA). Considerações finais: As intervenções em enfoque naturalístico indicaram resultados satisfatórios quanto a evolução clínica e qualidade de vida das crianças, dessa forma, maiores estudos na área, sejam eles teóricos como práticos, podem contribuir para pacientes no espectro, como para os profissionais da área.

Os dados indicaram a eficácia de tal intervenção baseada nas estratégias naturalísticas sob a ótica comportamental, no que tange especificamente contribuições para o desenvolvimento da linguagem e habilidades sociais, possibilitando maior contato com estímulos naturais do contexto da criança no espectro e interações sociais, indicando assim, mudanças comportamentais para determinados quadros do Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Não encontrou o que precisava?

Entre em contato com a gente!